4,4 milhões de euros jogados por dia em bingos e casinos em Portugal

O volume do jogo praticado em bingos e casinos em Portugal superou os 1,6 mil milhões de euros no ano passado.

O valor alvo de controlo por parte do Serviço de Regulação e Inspecção de Jogos, integrado no Turismo de Portugal, é reportado no relatório de actividades de 2018. Feitas as contas, os apostadores movimentaram nas salas de jogo mais de 4,4 milhões de euros todos os dias.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Após a fiscalização e cobrança de impostos, cerca de 28 milhões de euros foram entregues directamente nos cofres do Estado português. Este é o valor mais alto de volume do jogo dos últimos sete anos. Segundo os relatórios consultados pelo Correio da Manhã, entre 2012 e 2013 verificou-se uma quebra. O volume do jogo não para de crescer desde então, mas até ao ano passado ainda não tinham sido atingido valores iguais ou superiores aos de 2012 (1,59 mil milhões de euros).

Em termos de representatividade, o jogo praticado em casinos ( a 31 de Dezembro do ano passado encontravam-se em exploração 12 estabelecimentos desta natureza em Portugal), tem o maior peso, são cerca de 1,57 mil milhões de euros.

O volume do jogo praticado nas salas de bingo fora dos casinos representa pouco mais de 3% do total, ou seja, 54,3 milhões de euros. O jogo gerou ainda uma receita bruta total de 341,4 milhões de euros, correspondendo 322,4 milhões de euros a casinos e os restantes 19 milhões a salas de bingo. No ano passado, estavam licenciadas 14 salas de bingo em Portugal.

No que respeita ao valor entregue directamente nos cofres do Estado, verificou-se uma diminuição entre 2012 e 2014, ano em que se registou o montante mais baixo para as contas públicas: 24,8 milhões de euros.

A partir de 2015, a verba do Estado não parou de crescer, chegando no ano passado a um novo máximo: 28 milhões de euros. Nos últimos sete anos, foram entregues directamente nos cofres do Estado 183,5 milhões de euros, após fiscalização e cobrança de impostos em matéria de jogo.

Fonte: CM

Deixe o seu comentário