A divergência de posições entre os responsáveis políticos no Brasil

kalola Store

Apesar da posição divulgada pelo Presidente Bolsonaro, são várias as vozes de outros responsáveis locais e nacionais a apelar ao isolamento, contrariando a posição presidencial.

“As decisões do Presidente da República, no que diz respeito à saúde pública, não alcançarão Goiás! No momento em que o mundo pede socorro, se une ao combate contra o coronavírus, vem em rede nacional lavar as mãos, responsabilizar outras pessoas por eventual colapso em nosso País”, escreveu Ronaldo Caiado, governador do estado de Goiás, no Twitter.

Senador Ronaldo Caiado

O vice-Presidente brasileiro, Hamilton Mourão, afirmou na quarta-feira que a posição do Governo é de defesa do “isolamento e distanciamento social” face ao novo coronavírus, contrariando o Presidente do país, Jair Bolsonaro, que pediu o fim do “confinamento em massa”.

Vice-presidente da República, Hamilton Mourão

A posição do nosso Governo, por enquanto, é uma só: isolamento e distanciamento social. Isso está a ser discutido. Pode ser que o Presidente não se tenha expressado da melhor forma, mas o que ele procurou mostrar é a preocupação que todos nós temos com a segunda onda nesta questão do coronavírus

O governador do estado de São Paulo repudiou esta quarta-feira a recomendação do Presidente brasileiro contra o confinamento durante a pandemia de covid-19.

João Dória, governador de São Paulo

Na condição de cidadão, de brasileiro, e também de governador, inicio lamentando os termos do seu pronunciamento à nação. O senhor, como Presidente da República, tem que dar o exemplo. Tem que ser mandatário para comandar, para dirigir, liderar o país, e não para dividir

Com Interlusófona

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.