A sorte está lançada…

kalola Store

Decorridos meses, entre incertezas, expectativas e ansiedade, sobre o cenário político nacional, eis que chegou a hora. E a hora é esta.

Pela primeira vez, e esta é a primeira de muitas vezes que Angola terá e assistirá, assistimos a um acto de posse, sendo o presidente cessante a passar a pasta ao novo presidente eleito. O acto decorreu no Mausoléu de Neto, que assim também se fez testemunha deste momento que deveria ser normal, mas não foi e não é.

Este momento é, per se, uma espécie de REINÍCIO. O REINICIAR de um país e dar-lhe a oportunidade de se reerguer com nobres propósitos e valores, UM REINÍCIO que sabe a bálsamo e catarse de todos os traumas recalcados dos que sendo de Angola e por Angola, se sentiam excluídos na própria pátria, um REINÍCIO que funciona como última oportunidade, com duração de 5 anos, para espantar os males e fazer o povo acreditar que este é o caminho e que esta é a Angola pela qual todos lutaram. Um recomeço com expetactiva de ver quebradas as gaiolas de vidro em que uns poucos privilegiados se escudavam e tudo abocanhavam e os outros, ideologicamente idênticos ou não, não passavam de meros espectadores com vontade, mas sem coragem de quebrar os vidros da gaiola e reafirmar bem alto o compromisso de que O MAIS IMPORTANTE A RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS DO POVO e assegurar a igualdade de oportunidades.

O acto de Tomada de Posse representa assim uma lufada de ar fresco (pelo menos em potência) e a expectativa de dissipar milhares de situações crónicas de indigência e descaso.

A mim basta-me o sabor da alteração dos decisores de facto, basta-me que sejam outros sobrenomes. Qualquer mudança, qualquer alteração por mais ténue que seja, provoca sempre uma mudança no “TEATRO DAS OPERAÇÕES” e com ela a renovação da esperança.

Por isso, tenho esperança numa nova Angola, num novo (re)começo para todos.
Porém, a mera mudança no “TEATRO DAS OPERAÇÕES” não tem efeitos automáticos, é necessário que cada um de nós assuma consigo mesmo um autêntico compromisso de bem-fazer e bem-estar na sociedade. A reviravolta no estado das coisas implica uma mudança de comportamento no indivíduo que actua, no que ordena, no que cumpre e no que faz cumprir. Se cada indivíduo continuar a fazer as mesmas coisas que tem feito, quer estas afectem os valores em que acredita, os princípios ético-morais, constitucionais, o normal e melhor funcionalismo público, a produtividade e prestação de serviços no sector privado, quer sejam prejudiciais para a família, amigos e vizinhos, a mudança não ocorrerá. E no final dos 5 anos perceberemos que nada de novo aconteceu.

Urge, assim, que cada um de nós seja um agente no processo de mudança, operando transformações positivas no meio em que está inserido, procurando capacidades e reconhecendo fragilidades, para juntos como pessoa, família, cidade, província e país podermos colmatar as nossas lacunas e fortificar as nossas virtudes. É fundamental reconhecermos e partilharmos as boas práticas e passá-las ao próximo e tal apenas se consegue com honestidade, amor, fidelidade, disciplina e responsabilidade ao próximo e à pátria.

João Lourenço e Bornito de Sousa herdam um país em difíceis condições e têm a responsabilidade “de não fazer da palavra uma coisa vã, mas de a transformarem numa atitude e compromisso de tudo conformarem à CONSTITUIÇÃO e canalizarem à prosperidade de ANGOLA, a minha expectativa e a esperança são enormes, faço votos que ao final os RESULTADOS TRADUZAM O VOSSO COMPROMISSO ou, no limite, que a ATITUDE DEMONSTRE CLARAMENTE QUE HOUVE A INTENÇÃO DE…” Para que, no final de tudo, não sintam a necessidade de forçar opiniões, o reconhecimento da obra feita e/ou do caminho percorrido e esforço empreendido e para que tal resulte espontâneo da consciência das pessoas. Lancemos pois, todos nós, A SEMENTE DA ESPERANÇA E DA EXPECTATIVA POR UMA ANGOLA MELHOR e com insistência, persistência e cuidado colhamos amanhã o bom fruto desta sementeira que começou a 26.09.2017 e tenhamos presente que o “RIO SÓ ATINGIU O OCEANO PORQUE APRENDEU A CONTORNAR OS OBSTÁCULOS”. ALEA JACTA EST!

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.