A voz do autismo 2

kalola Store

O diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA) é muito importante e os pais/cuidadores devem persistir até o obter, mas este pode ser um processo demorado, por isso o início das intervenções comportamentais deve ser dado, o mais cedo possível, dai o facto de frisar constantemente a importância da FAMÍLIA na vida do portador de TEA.

Antes da intervenção de um possível profissional, tem que existir a intervenção dos pais/ cuidadores pois são eles que lidam diariamente com o Autista e melhor que ninguém conhecem os seus comportamentos.  

Entre as áreas afectadas em indivíduos com TEA, há problemas na esfera do desenvolvimento da linguagem que se manifesta com atraso, ou grandes deficiências, deficits na fala/ e ou na compreensão, fala repetitiva (ecolalia) e discurso fora do contexto.

Se a criança/adulto apresentar problemas na fala, faça os possíveis para inserir/ aprender pelo menos os sinais básicos da linguagem gestual, tais como:

Casa de banho, por favor, obrigado, comida, hora de dormir… e o que você achar importante na comunicação com o autista.

Faça uma pesquisa na Internet onde encontrará vários vídeos com sinais básicos de linguagem gestual ou caso não tenha acesso á Internet procure Livros que ilustrem os sinais da Linguagem Gestual.

No caso de indivíduos com TEA, ecolálicos é importante que você seja directo ao passar uma informação, eles podem repetir a mesma frase durante horas.

Nestes casos: Menos, significa, mais, o que quer dizer que quanto menos palavras você usar, mais fácil o autista ecolálico o compreenderá.

Pode parecer que você esteja a ser rude, mas na verdade encurtando as frases você está a facilitar a compreensão da mensagem que pretende transmitir.

 

Autistas ecolálicos, muitas vezes podem repetir o que você fala sem entenderem a mensagem, por isso tenha imenso cuidado e não assuma que foi compreendido, preste bastante atenção bem mais ás acções do que nas palavras.

Existe o método dos cartões ilustrativos:Faça desenhos que simbolizem a hora de comer, sair, tomar banho, a chegada de visitas, etc, e mostre os cartões ao individuo de acordo á situação, desta forma você não precisa falar pois a imagem falará por si.

Não espere resultados imediatos, insista, persista quantas vezes forem necessárias e com o tempo ele (a) familiarizar se á com as gravuras e sentir se á mais confortável para cumprir as tarefas do dia-a-dia pois compreenderá e terá noção do que irá fazer.

O Autista precisa de estrutura, rotina e não é receptivo a novidades pois não lida com naturalidade com relação ao que desconhece ficando nervoso e por vezes até agressivo.

Faça os possíveis para preveni lo com alguma antecedência sobre qualquer actividade que esteja fora da sua rotina e se ainda assim, a reacção for negativa, tenha paciência e explique detalhadamente o que farão a seguir.

Estrutura, rotina, insistência, persistência, paciência e muito carinho, são fundamentais na vida do portador de TEA.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.