Acções sobre alterações climáticas dificultadas pela falta de literatura

A vice-presidente do Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas (IPCC), Thelma Krugg, afirmou esta quarta-feira, em Luanda, que a falta de literatura africana sobre as alterações climáticas dificulta a implementação de acções futuras em cada um dos Estados.

A responsável, que falava no workshop sobre Divulgação das Actividades e Descobertas do quinto relatório do Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas (IPCC), sublinhou que a literatura ajuda a entender  melhor o fenómeno, a ter mais dados para se projectar melhor o impacto futuro e a identificar as potenciais medidas de mitigação.

publicidade

De acordo com a responsável, deve-se apostar na produção literária baseada na pesquisa e que ajude a se reflectir melhor no impacto provocado pelas alterações climáticas.  

As alterações climáticas, afirmou, apresentam como um dos maiores desafios a natureza transfronteiriça das causas.

O IPCC tem como atribuição fornecer a ciência a informação científica sobre o impacto das alterações climáticas para ajudar a reduzir as emissões de gases. As alterações climáticas provocam inundações, cheias, secas dos solos e o aumento do nível das águas do mar.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Fonte: Angop

Deixe o seu comentário