Angola e Tchad analisam restruturação do acordo de financiamento avaliado em 100 milhões de dólares

kalola Store

Delegações ministeriais de Angola e do Tchad reuniram-se nesta quarta-feira, 20 em Djamena, capital do Tchad analisar aspectos ligados ao reforço da cooperação bilateral.

A reunião teve como objectivo principal a análise de modalidades de execução e reestruturação do Acordo de Financiamento de 100 milhões de dólares americanos assinado em 09 de Fevereiro de 2017, bem como a possibilidade de uma futura cooperação comercial

A reunião resulta de uma solicitação enviada pelo governo tchadiano, sobre a proposta de parceria para o cancelamento da dívida do Tchad com Angola.

No documento as autoridades do Tchad solicitam um perdão total da dívida de 100 milhões de dólares americanos (contraída em 9 de Fevereiro de 2017), na forma de apoio ao orçamento ou doação. Solicitam também um perdão parcial combinado com um reembolso em espécie de 50% do valor da dívida.

O Tchad oferece também oportunidades de investimento ao sector privado angolano no Tchad ou fornecer a Angola produtos de primeira necessidade, como a carne orgânica.

As partes regozijaram-se com a excelente cooperação e ligação histórica entre os dois países, expressando o desejo de alcançar uma solução adequada para a questão da dívida, tendo acordado que :

1. O princípio de reestruturação do empréstimo de 09 de Fevereiro de 2017, assinado entre Angola e o Tchad, que poderá ser reembolsado em espécie.

2. Angola solicitou um reembolso na forma de gado para reprodução, tendo o Tchad o compromisso de consultar e adequar a sua legislação para responder em tempo útil a solicitação da parte angolana.

3. Realizar uma análise das modalidades praticadas afim de permitir a obtenção do custo real e das quantidades correspondentes e definir um ritmo de entrega.

4. Angola responderá oficialmente a solicitação enviada pelo Tchad, essencialmente sobre a questão do perdão da dívida.

5. A possibilidade de assinar um acordo para a comercialização de gado para o abate em matadouros angolanos .

A delegação angolana foi chefiada pelo ministro da Agricultura e Florestas, Marcos Alexandre Nhunga. Pelo Tchad chefiou a delegação o ministro das Finanças e Orçamento, Allali Abakar Mahamat.

Pela parte angolana, o acordo foi assinado por Olinda dos Santos Sobrinho , Directora do Gabinete de Intercâmbio do Ministério da Agricultura e Florestas, tendo Abdelsalam Djamouss, Director do Gabinete da Dívida do Ministério das Finanças e Orçamento, assinado pela parte tchadiana.

Fizeram ainda parte da delegação angolana, Almeida Luzitu, consultor do ministro das Relações Exteriores, Osvaldo Rasgado, chefe do Departamento de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE) do Ministério das Finanças, Ditutala Lucas Simão, Coordenador do Programa Nacional de gado, leite e carne, e Edgar Felix Nataniel Dombolo, Director -adjunto dos Serviços de Veterinária.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.