Angola: Escassez de combustíveis no Huambo 

A província do Huambo regista nos últimos dias uma grave ruptura de stock de combustíveis. Os postos de abastecimento de combustíveis registam enormes filas de viaturas e motorizadas. Há o caso de algumas pessoas que foram visitar a cidade do Huambo durante o fim de semana e de lá não conseguem sair . 

Pedro Paxy, jornalista da TV Zimbo, que se encontra em serviço na província do Huambo, descreveu a situação caótica na sua página no facebook: ” Estamos condicionados de sair do Alto Hama. Não há gasolina no Huambo, Bailundo e aqui no Alto Hama. Precisamos de regressar à Luanda. Dizem que no mercado paralelo tem [combustível], mas ninguém aparece e adiantam já que o litro é 500 Kwanzas” , afirma o jornalista no seu comentário. 

A situação tem estado a preocupar muitos cidadãos que chegaram mesmo a revelar a Vivências Press News, que têm viaturas parqueadas nas suas residências por falta de combustível. Têm sido partilhadas nas redes sociais imagens das longas filas de trânsito em alguns postos de combustíveis no Huambo. 

“Até agora ninguém nos informa sobre a situação. Vim ao Huambo visitar familiares e agora estou aqui impossibilitado de regressar para Luanda porque não consigo abastecer de combustível a minha viatura”, confidenciou a nossa reportagem um cidadão que pediu anonimato. 

Até ao momento não há um pronunciamento oficial das autoridades da província do Huambo ou da Sonangol. 

Deixe o seu comentário