Angola fecha 2017 com mais 1,3 milhões de cartões da rede interbancária

kalola Store

O número de cartões “multicaixa” emitidos para a rede interbancária angolana aumentou em mais de 1,3 milhões em 2017, face ao ano anterior, atingindo um novo máximo histórico, segundo informação da empresa responsável pelo serviço.

De acordo com dados da Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), compilados hoje pela Lusa, o número de cartões “multicaixa” – designação dos cartões da rede ATM angolana – considerados válidos atingiu no final do ano passado os 5,86 milhões, dos quais 4,16 milhões estão ativos, sendo por isso utilizados regularmente.

Em 2010, a rede “multicaixa” angolana contava com apenas dois milhões de cartões válidos, dos quais 1,3 milhões ativos, pelo que no espaço de oito anos foi acumulado um crescimento de 190%.

Este crescimento acompanha uma tendência recente do Estado angolano, mas também das empresas públicas e privadas, de processamento de salários e outros pagamentos por transferência bancária e, em simultâneo, com a retirada de circulação de grandes quantidades de dinheiro físico, priorizando as operações eletrónicas.

“Temos de mudar a nossa forma de usar e de lidar com dinheiro. Nos outros países raramente se usa a nota e nós queremos andar com um milhão ou dois milhões de kwanzas num saco de notas. Temos de reduzir o uso de notas”, chegou a alertar em 2017 o então governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Valter Filipe.

Em Angola, segundo a EMIS, existiam em funcionamento no final de 2017 um total de 3.026 Caixas Automáticas, mais 115 face ao ano anterior.

Estavam ainda registados, em dezembro do ano passado, 77.244 Terminais de Pagamento Automático (TPA), que podem ser utilizados com os mesmos cartões “multicaixa” e em todo o tipo de comércios e serviços, emitidos pelos mais de 25 bancos que operam no país, representando neste caso um crescimento de 10.000 terminais no espaço de um ano.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.