Angola: Mais de 1.300 pessoas morreram de tuberculose em 2017

Angola registou 56.598 casos de tuberculose, que resultaram em 1.373 mortes, doença considerada pelas autoridades sanitárias angolanas um caso sério de saúde pública, revela um documento do Ministério da Saúde a que a agência Lusa teve esta segunda-feira acesso.

Os dados provisórios, por ausência ainda de informação das províncias do Cuando Cubango e Lunda Norte, dão conta que do total de casos registados, 5.989 foram tratados, e destes a maioria dos quais tuberculose pulmonar.

Recentemente, a ministra da Saúde angolana, Sílvia Lutucuta, disse que a tuberculose é uma patologia com alta taxa de mortalidade e a sua incidência tem vindo a aumentar desde 2012, com cerca de 60 mil pessoas infectadas pela doença.

A estatística revela que o número de casos nos últimos cinco anos, varia entre os 50 mil e 60 mil.

Em 2012 foram registados 53.560 casos, que aumentaram em 2013 para 60.807 casos, em 2014 voltaram a diminuir para 56.716, e voltando a subir em 2015 (61.060) e em 2016 (60.049), tendo-se fixado em 2017 nos 56.598 casos.

Também nos últimos cinco anos, nos 47.126 novos casos de tuberculose, registados em 2012, os menores de 15 anos contabilizados eram 11.189, enquanto que dos 50.609 novos casos, registados em 2017, o mesmo escalão etário registou 6.670.

Fonte : Lusa