Angola: Ministério da Educação encerra Escola Americana

A ministra da Educação, Maria Cândida Teixeira, exarou ontem um despacho, no qual determina o encerramento do complexo escolar “American Schools of Angola, por estar a funcionar à margem da lei.

No documento enviado à Angop, a ministra da Educação sustenta que a decisão de encerramento deveu-se ao facto de não haver nenhum registo de processo de legalização do estabelecimento escolar no Gabinete Provincial da Educação de Luanda nem na direcção da Educação no município de Belas.

Para a tomada de decisão, a ministra da Educação auscultou o Gabinete Provincial da Educação de Luanda e a Direcção Municipal da Educação de Belas.

O encerramento foi determinado depois de terem sido efectuadas várias tentativas, mas sem sucesso, de contactar a direcção do estabelecimento escolar a fim de o Ministério da Educação obter informações sobre o projecto educativo, com a finalidade de acautelar os interesses da sociedade em geral e dos alunos, pais e encarregados de educação, em particular.

O Ministério da Educação orienta, no despacho, aos pais e encarregados de educação, com filhos matriculados na Escola Americana, a efectuarem a transferência dos seus educandos para instituições devidamente legalizadas .

A American Schools of Angola foi inaugurada em Setembro de 2017, em cerimónia que contou com a presença do embaixador de Angola nos EUA, Agostinho Tavares. Está localizada no bairro Talatona, tendo capacidade para 450 alunos do primeiro ciclo e do ensino secundário.

De acordo com os seus promotores, o programa curricular da instituição é 100% americano.

Segundo uma fonte, a American Schools of Angola cobrava propinas que rondavam os cinco milhões de kwanzas ( cerca de 20 mil dólares) e oito milhões de kwanzas ( cerca de 32 mil dólares) por cada ano lectivo.

Fonte: Angop

Deixe o seu comentário