Rafael Marques diz que foi proibido de entrar no Palácio Presidencial após ter sido convidado

O jornalista e activista angolano Rafael Marques diz ter sido impedido de entrar no Palácio Presidencial da Cidade Alta, em Luanda, para assistir a uma audiência que o Presidente João Lourenço tinha organizado com “representantes da sociedade civil “.

Num texto publicado na página do Maka Angola, o portal onde Rafael Marques escreve, o activista diz ter sido chamado para participar na audiência, mas acabou por ser expulso por não constar da lista dos convidados.

Fonte: Lusa.

Deixe o seu comentário