Angola regressa aos leilões de diamantes

kalola Store

Angola prepara-se para voltar a realizar leilões de diamantes, após mais de 20 anos de um monopólio neste sector detido pela empresária, Isabel dos Santos, filha do ex- Presidente, José Eduardo dos Santos.

Qualificado como histórico, este leilão, que será organizado no final deste mês pela Sodiam ( Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola), enquadrado na nova política de venda de diamantes impulsionada pelo Presidente João Lourenço.

“Pusemos fim ao sistema de vendas por via administrativa montado em circuito fechado para favorecer certos grupos e membros da família do antigo Presidente, com especial destaque para a sua filha através da Ascorp”, revelou ao Expresso uma fonte do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos .

Entre as pedras selecionadas para o leilão que marca um virar de página na indústria mineira angolana, será licitado um diamante rosa de 46 quilates e seis gemas brancas tipo lla de cor superior que variam entre os 43 e os 114 quilates.

Estes diamantes pertencem à Sociedade Mineira do Lulo, que possui a maior produção de diamantes aluviais, em média de dólar por quilate , no mundo.

O maior diamante encontrado em Angola foi comprado em 2016 pela joalharia suíça De Grisogono, de Isabel dos Santos e Sindika Dokolo, foi transformado numa joia rara de 163,41 quilates e entretanto vendido, em leilão, pela Christie’s por 34 milhões de dólares (29,7 milhões de euros).

Fonte : Expresso.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.