Angolano detido a passar fronteira com 34 mil euros em notas coladas ao corpo

A polícia angolana deteve, no posto fronteiriço do Luvo, norte do país, um cidadão nacional com milhares de notas, dólares e kwanzas, coladas ao corpo, equivalente a 34 mil euros, dinheiro que transportava, ilegalmente, para a República Democrática do Congo.

De acordo com informação da polícia angolana, consultada hoje pela Lusa, a operação aconteceu na sexta-feira e foi realizada por agentes da Polícia Fiscal no Posto Fronteiriço do Luvo, em Mbanza Kongo, província do Zaire.

“Os valores estavam sendo transportados pelo cidadão em causa, ‘fitacolados’ à volta do corpo, tendo sido detetados durante a revista feita aos cidadãos que saíam do país”, explicou a polícia angolana.

A polícia acabou por encontrar 17935 dólares norte-americanos (14500 euros) e 5,3 milhões de de kwanzas (19.660 euros) colados ao corpo e membros do angolano.

A legislação atualmente em vigor em Angola só permite a cidadãos nacionais saírem do país com um máximo equivalente a 10 mil dólares em moeda estrangeira e 50 mil kwanzas (185 euros) em moeda angolana.

O cidadão em causa foi encaminhado aos órgãos competentes, “para os devidos trâmites legais”, acrescentou a Polícia Nacional.

Deixe o seu comentário