Brasil está a desenvolver vacina contra a dengue que vai beneficiar também Angola

O ministro da Saúde do Brasil disse esta segunda-feira, em Luanda, que o seu país está a desenvolver a vacina da dengue e que Angola poderá beneficiar dela quando estiver pronta.

Luiz Mandetta, que realizou uma visita de algumas horas a Luanda, falava na cerimónia de inauguração do Banco de Leite Humano angolano, salientando que a vacina está na última fase de desenvolvimento pelo Instituto de Butantan, em São Paulo.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

“No ano que vem estamos muito confiantes em termos a solução definitiva da vacina da dengue feita pelo Instituto Butantan”, declarou o ministro brasileiro.

“Quatro vírus, dose única (…), vamos ver se conseguimos construir de uma maneira que Angola também possa ter o acesso a essa vacina”, referiu Luiz Mandetta, adiantando que a vacina está a 90% da fase de produção.

O ministro adiantou que a dengue é uma doença que existe em países de características tropicais, como Brasil e Angola, defendendo que as pesquisas devem ser lideradas pelos Estados que têm este problema.

“Quem tem de pesquisar somos nós. Estamos a encontrar um caminho, pode ser que esse caminho seja muito bom para o hemisfério sul e que seja uma colaboração sul-sul, para que possamos ficar livre dessa e de outras doenças que nos afectam gravemente, como é o caso da malária, declarou, acrescentando: Vamos ter de juntar forças para encontrar soluções para esses problemas”.

A dengue é uma doença com febres agudas, transmitida pela picada do mosquito Aedes Aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais, sendo a vacina a melhor forma de prevenção.

Em Outubro de 2018, o Ministério da Saúde implementou um Plano de Contigência para o Controlo de Vírus da Dengue, depois da notificação de 11 casos, no Hospital Pediátrico David Bernardino, com o registo de duas mortes.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário