Camionista angolano circulava em Espanha com taxa de álcool oito vezes superior à permitida 

Um condutor que viajava na AP-7 alertou a polícia pelas 21:30 horas ( 22:30 horas em Luanda) de sábado, o que faria supor que o condutor estivesse embriagado, revelou a polícia espanhola. 

Os agentes localizaram o camião, que na sua trajectória ia batendo no separador central da autoestrada, tendo” obrigado o condutor, um cidadão angolano, que vinha de Portugal, a parar na área de serviço situada ao quilómetro 143 da AP- 7″. 

O camionista, segundo a agência espanhola EFE citando a polícia, ao ser abordado pela polícia “cheirava a álcool e tinha dificuldade em falar e em manter-se em pé”.

Ao soprar para o balão da polícia para saber qual o grau de álcool no sangue, o camionista acusou uma taxa de 1,25 miligramas, facto que fez com que a polícia o detivesse. 

Deixe o seu comentário