Cartazes com mensagens xenófobas na Faculdade de Direito de Lisboa levam a abertura de processo disciplinar

kalola Store

A Universidade de Lisboa vai abrir um processo disciplinar num caso de vários comentários xenófobos que foram dirigidos a alunos brasileiros de mestrado deste estabelecimento de ensino. As mensagens foram colocadas esta segunda-feira em plena faculdade através de cartazes escritos.

A informação foi já confirmada pelo reitor da Universidade de Lisboa, António Cruz Serra que, em declarações à Lusa, garantiu que vai avançar com um processo disciplinar, tendo aproveitado para deixar claro que este tipo de comportamento é inadmissível.

“Não é admissível na ULisboa nenhum comportamento de xenofobia e serão tomadas posições para punir exemplarmente os responsáveis”, disse à Lusa, acrescentando que associa esta atitude às eleições para a associação académica da mesma faculdade.

Nos corredores da faculdade estiveram espalhados cartazes com frases como: “Grátis se for para atirar a um zuca (que passou à frente no mestrado).”

Também à Lusa, uma das estudantes brasileiras da Universidade de Lisboa, Flora Almeida, disse que numa das caixas com um cartaz a dizer “Loja de Souvenires” se encontravam várias pedras.

A Faculdade de Direito já emitiu um comunicado em que, através de um longo texto, afirma que atitudes destas “não serão toleradas”.

Fonte: Jornal i

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.