Caso PSP/Jamaica: Cidadão angolano colocado em liberdade

Hortêncio Coxi, a ser felicitado pelos amigos à porta do tribunal do Seixal, Portugal
kalola Store

Hortêncio Coxi, de 32 anos de idade, foi ouvido na manhã desta segunda-feira, 21 , pela procuradora do DIAP (Departamento de Instrução e Acção Penal) junto do tribunal do Seixal. Após uma audiência de cerca de uma hora e meia, foi colocado em liberdade com a medida de coacção de Termo de Identidade e Residência (a medida menos gravosa).

José Semedo Fernandes

Segundo o advogado de defesa, José Semedo Fernandes, está agora em curso a fase de inquérito do processo. O Ministério Público é o responsável pelo inquérito.

Hortêncio Coxi

Hortêncio Coxi, em declarações à imprensa angolana presente no local, refutou as acusações de agressão aos agentes policiais, tendo confessado ainda que fora agredido na esquadra de Cruz de Pau . O mesmo alega também ter sido obrigado assinar um documento sem ler, facto que recusou-se a fazer.

Fernando Coxi

Fernando Coxi, pai de Hortêncio, estava feliz e agradeceu o apoio prestado pelo Consulado-Geral de Angola em Lisboa e pela Associação SOS Racismo que providenciou apoio jurídico.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.