China: A maior travessia marítima do mundo foi hoje inaugurada

Foi hoje inaugurada oficialmente a ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, a maio travessia marítima mundial. A cerimónia oficial aconteceu na cidade de Zhuhai e contou com a presença de Xi Jinping, o presidente chinês, que fez um discurso para marcar esta data especial. Apesar desta inauguração oficial, a ponte só vai ser aberta ao tráfego regular a partir desta quarta-feira.

A construção da ponte demorou nove anos, após vários atrasos. Algo que também contribuiu para o aumento do custo final da ponte: 20 mil milhões de dólares (mais de 17,4 mil milhões de euros).

publicidade

A ponte tem uma extensão de 55 quilómetros e faz parte de um plano da China para criar a Greater Bay Area, uma zona que passa a ligar Hong Kong, Macau e outras nove cidades no sul da China. Esta região é habitada atualmente por 68 milhões de pessoas.

Com a inauguração desta ponte, a ligação rodoviária entre Hong Kong e Zhuhai, por exemplo, reduz-se significativamente. Até agora eram precisas mais de quatro horas para fazer este percurso. A partir de amanhã será feito em apenas 30 minutos.

 

 

A estrutura principal mede 29,6 quilómetros, com uma secção em ponte de 22,9 quilómetros e um túnel subaquático de 6,7 quilómetros, numa extensão total de 55 quilómetros. A construção começou em 2009 e previa-se a abertura para 2016, mas vários problemas, como acidentes de trabalho, uma investigação de corrupção, obstáculos técnicos e derrapagens orçamentais obrigaram a um adiamento da inauguração.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

A nova linha ferroviária de alta velocidade para o interior da China vai reduzir consideravelmente o tempo de viagem entre os dois territórios, sendo que parte da estação, situada em Hong Kong, fica sob jurisdição chinesa. As autoridades estimaram que a capacidade de transporte diário é superior a 80 mil passageiros entre o centro financeiro asiático de sete milhões de habitantes e o centro industrial vizinho da província de Guangdong.

O comboio vai de Hong Kong para Shenzhen em apenas 14 minutos, sendo que o anterior demorava quase uma hora a percorrer os 26 quilómetros que separam os dois territórios. Já para a capital de Guangdong, Cantão, os passageiros vão demorar pouco mais de meia hora, cerca de 90 minutos mais rápido que o anterior. A transferência da soberania britânica de Hong Kong para a China ocorreu a 01 de julho de 1997. Pequim garantiu, tal como em Macau, o princípio “um país, dois sistemas” e um período de transição de 50 anos.

Deixe o seu comentário