China: Marcelo Rebelo de Sousa inicia hoje visita de Estado e é recebido por Xi Jinping em Pequim

O programa da sua visita de Estado à China começa com a deposição de uma coroa de flores no Monumento aos Heróis do Povo, na Praça Tiananmen, seguindo-se um encontro com o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, na residência oficial Diaoyutai, pelas 11h10 locais (4h10 em Luanda).

Mais tarde, é recebido pelo Presidente da República Popular da China no Grande Palácio do Povo, pelas 17h30 (10h30 em Luanda), numa cerimónia com honras militares. Após o encontro entre os dois chefes de Estado, com um período a sós e outro alargado às respectivas delegações, Xi Jinping oferece em sua honra um banquete oficial.

publicidade

Antes, o programa de Marcelo Rebelo de Sousa inclui uma ida ao Templo dos Lamas, um complexo do budismo tibetano do século XVII, e um passeio a pé pelo bairro moderno de Sanlitun, onde fica o hotel em que está instalado.

À noite, o Presidente português parte para Xangai, a capital económica da China, onde irá participar num seminário económico luso-chinês e visitar a Universidade de Estudos Internacionais, na terça-feira.

Ao fim do dia de terça-feira, em Xangai, antes de viajar para a Região Administrativa Especial de Macau, o chefe de Estado português dará ainda uma recepção a empresários, entidades culturais e portugueses residentes nesta região.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Em Macau, Marcelo Rebelo de Sousa também estará menos de 24 horas, mas com uma agenda intensa, que inclui visitas à Santa Casa da Misericórdia, às ruínas da Igreja de São Paulo, à Escola Portuguesa, uma reunião com o chefe do Executivo desta região administrativa, Fernando Chui San On, e uma recepção à comunidade portuguesa.

Acompanham o Presidente português nesta visita de Estado à China os deputados Adão Silva, do PSD, Filipe Neto Brandão, do PS, Telmo Correia, do CDS-PP, pelo líder parlamentar do PCP, João Oliveira, e por Heloísa Apolónia, do Partido Ecologista “Os Verdes”.

Bloco de Esquerda e PAN optaram por não integrar a delegação parlamentar desta visita, o que justificaram com a situação dos direitos humanos e das liberdades na China.

Pela parte do Governo português, integram a comitiva oficial, os ministros dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, o do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, e o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias.

Marcelo Rebelo de Sousa chegou à China na sexta-feira, para participar na segunda edição do fórum “Faixa e Rota”, iniciativa chinesa de investimento em infra-estruturas da Ásia à Europa, em que interveio, no sábado.

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu o seu homólogo chinês, Xi Jinping, em visita de Estado, em Lisboa, no início de Dezembro de 2018.

Fonte: Lusa.

Deixe o seu comentário