Comentários

O avó e o seu neto repararam que já não tinham alimento em casa, então decidiram ir à cidade buscar mantimentos. Para lá chegarem tinham que atravessar 4 aldeias. Pegaram no seu burro de carga, e partiram.

O neto, que ainda tinha 10 anos, montou o burro, enquanto o avó andava ao seu lado. Na primeira aldeia que passaram, ouviram o seguinte comentário: “Isto já não é como antes, quando as crianças respeitavam os mais velhos. Onde é que já se viu? O avó a andar a pé, e o jovem é que monta o burro.”
Sentiram-se incomodados com os comentários, então trocaram de posições. Agora era o avó que estava montado no burro, e o neto andava a pé ao lado dele.
Ao passar pela segunda aldeia, ouviram o seguinte comentário: “Que horror, o avó vai todo confortável em cima do burro, e o miúdo, coitado, tem que andar a pé. Que abuso!”

Sentiram-se novamente incomodados com os comentários, então decidiram montar os dois no burro. Na terceira aldeia ouviram os seguintes comentários: “Coitado do burro! Tem que andar a carregar os dois! O avó e o neto! Isto é maltrato aos animais!”
Mais uma vez, incomodados, decidiram sair do burro, e andar os dois a pé! Na quarta e última cidade, ouviram os seguintes comentários: “Olha, olha! Três burros! Um que é o animal, e os outros dois que têm onde montar, mas preferem andar a pé!”

Faças o que fizeres, as pessoas vão sempre ter algo para dizer. O melhor mesmo é fazeres o que achas que é melhor para ti, tomares uma decisão consciente e avançares!
Não deixes de perseguir os teus objetivos nem de lutar pelo que queres por causa do que dizem ou deixam de dizer.
As pessoas que perdem tempo a comentar a tua vida, é porque não sabem investi-lo a lutar pela sua! Então como não têm nada que fazer, precisam de opinar sobre tudo, como se estivessem a assistir a um programa de televisão.
Deixa que assistam, que comentem, e que te vejam a crescer! Só não deixes que sejam os telespectadores a decidir o enredo do filme.

Até para a semana!

Deixe o seu comentário