Consulado-Geral de Angola em Lisboa não será encerrado, afirma SG do MIREX

A informação foi avançada por Agostinho Van-Dúnem, Secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores de Angola (MIREX), durante um encontro com representantes de associações comunitárias de angolanos da zona de circunscrição de Lisboa e do Vale do Tejo, que teve na passada segunda-feira, 5 de março. Nesta importante sessão de esclarecimentos que teve lugar nas instalações do Consulado -Geral de Angola em Lisboa, o responsável do MIREX, começou por explicar aspectos relacionados ao plano de redimensionamento das missões diplomáticas e consulares angolanas :

” Devo dizer aos nossos compatriotas, que realmente, as dificuldades financeiras que o país tem vindo a atravessar, está a obrigar-nos a adoptar uma disciplina na forma como vamos gerir as prioridades. E se é verdade que temos de prestar maior atenção e maior apoio às nossas comunidades no exterior, queremos que este apoio seja feito de forma organizada. Nós vamos encerrar algumas missões diplomáticas e vamos fazer regressar muitos funcionários do MIREX“.

Quando confrontado sobre a estratégia em relação a missão consular de Angola em Lisboa, o SG do MIREX tratou de clarificar o assunto:

” Temos consciência que houve alguma informação que circulou indevidamente. Portanto, não era para circular da forma como circulou nas redes sociais, pois tratava-se de um estudo e não uma decisão final. O que posso dizer é que : em Portugal vamos encerrar apenas o Consulado de Angola em Faro. A Missão Permanente na CPLP não vai encerrar como tal, mas vai mudar o seu figurino. A nossa Missão Permanente na CPLP passará a estar incluída na estrutura da Embaixada de Angola em Portugal. É um figurino que já foi adoptado em anos anteriores . Portanto, nós vamos manter os consulados-gerais de Angola em Lisboa e no Porto. E nesta perspectiva, vamos procurar reforçar o trabalho que estas duas missões consulares vão fazer com as respectivas comunidades”.

O encontro contou com as presenças de Narciso do Espírito Santo Júnior e de Mário Silva, Cônsul -geral de Angola em Lisboa e, vice-cônsul para o Sector das Comunidades respectivamente. De recordar que durante esta visita de trabalho, Agostinho Van-Dúnem, manteve encontros de auscultação e esclarecimento com funcionários da Embaixada de Angola em Portugal, da Missão Permanente na CPLP de Angola na CPLP e dos Consulados – gerais de Angola em Lisboa, Porto e Faro.

Deixe o seu comentário