Da Casa da Música para o Ministério da Cultura de Moçambique

Gearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion

A oboísta moçambicana Eldevina “Kika” Materula, que integra a formação da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, é a nova ministra da Cultura e do Turismo do Governo do seu país, que tomou posse no passado sábado. É uma dos 18 membros do novo Governo escolhido pelo Presidente Filipe Nyusi.

Eldevina Materula assumiu esta segunda-feira, em declaração à Agência Lusa, que nunca teve aspirações a ser ministra do seu país, mas disse que sempre teve a “aspiração de ajudar Moçambique”. “Esta nunca foi uma aspiração minha: ser ministra. Mas foi sempre uma aspiração minha ajudar Moçambique e, por isso, faço o que faço em Moçambique com o projecto [de ensino] Xiquitsi”, avançou a nova ministra moçambicana, a partir do Porto, cidade onde actualmente desempenha as funções de oboé solista na Sinfónica da Casa da Música.

A poucas horas de viajar para Moçambique, a ministra da Cultura e do Turismo declarou, por seu turno, que se sente “extremamente honrada” por ter sido nomeada para o cargo no seu país. “Não poderia estar mais feliz, porque isto é, sem dúvida, o reconhecimento de um trabalho que tenho vindo a desenvolver em Moçambique de forma altamente profissional e sem estar ligada a qualquer partido político”, disse, voltando a referir-se ao projecto Xiquitsi, iniciado em 2013 na capital moçambicana.

Este projecto tem o objectivo de trabalhar para a integração, inserção social e capacitação profissional de crianças e jovens de meios desfavorecidos por intermédio do ensino colectivo da música. Pretende também criar a primeira orquestra sinfónica do país. O Xiquitsi valeu à actual ministra da Cultura de Moçambique uma condecoração com a medalha da Ordem de Mérito, pelo Presidente da República Portuguesa, em 2016.

A nomeação de Eldevina Materula foi também celebrada pela Fundação Casa da Música. “A Casa da Música deseja a Eldevina Materula as maiores felicidades no exercício do cargo de ministra da Cultura e Turismo de Moçambique”, lê-se num comunicado enviado à comunicação social.

Eldevina é oboé solista da orquestra residente da Casa da Música desde 2009, e tem contribuído com “competência e dedicação para a qualidade da Orquestra Sinfónica” e para o “desenvolvimento da vida musical portuguesa”, acrescenta a Casa da Música.

Além da actividade na Orquestra Sinfónica do Porto, Eldevina Materula tem-se distinguido também como docente e directora artística e autora do projecto Xiquitsi.

Fonte: Público

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.