Dez províncias terão até ao final do ano emissão local da TPA

O ministro da Comunicação Social , João Melo, anunciou, segunda-feira, em Namibe, que, até ao final do ano em curso, 10 províncias angolanas terão uma emissão local da Televisão Publica de Angola (TPA).

O governante, que falava no acto de lançamento da emissão local em Namibe, salientou que estes são os primeiros passos que estão a ser dados para se ampliar o número de provinciais que neste momento já têm a programação local.

“Com o lançamento desta emissão local, já são seis as províncias com  emissão local e a nossa meta  é de atingir 10 províncias até ao final do ano”, disse o ministro.

Segundo João Melo, esta iniciativa insere-se numa programação do Ministério da Comunicação Social, no sentido de fomentar , promover e  melhorar o desempenho da imprensa regional.

O ministro reconheceu que existem ainda algumas lacunas em alguns órgãos de comunicação social, concretamente na transmissão de conteúdos com emissão local, com excepção da Rádio Naciona,l que vai transmitindo o seu canal noticioso até aos municípios e comunas.

“No domínio da imprensa  escrita e da televisão, ainda temos uma grande lacuna a preencher, pois  esta é uma prioridade do Ministério da Comunicação Social e do Governo liderado pelo Presidente João Lourenço, e nós vamos dedicar todo o nosso empenho e esforço para expandir a televisão e a imprensas escrita “, destacou o ministro.

Por seu turno, o governador do Namibe, Carlos da rocha Cruz,  disse que a província apresenta varias diversidades culturais e económicas e  povos com hábitos e costumes diversificados e ainda um rico mosaico  económico diversificado, nos domínios da agro-pecuária,  pescas, turismo, nas minas rochas ornamentais.

“Os angolanos precisam de saber sobre o nosso potencial económico e cultural e, para tal, contamos com este canal informativo que poderá divulgar toda a riqueza que o Namibe oferece”, disse.

No quadro da jornada de trabalho que efectuou no Namibe, o ministro da Comunicação Social, João Melo ,  visitou, no mesmo dia, as instalações da agência Angop, Rádio Nacional de Angola, Edições Novembro e a Rádio Eclésia.

Fonte: Gazeta Uigense

Deixe o seu comentário