Dificuldades de acesso condicionam desenvolvimento do turismo em Malanje

As dificuldades de acesso e a falta de investimentos privados, por conta da degradação das vias de acesso, estão a condicionar o desenvolvimento e a exploração de vários pontos turísticos da província de Malanje, como o habitat da palanca-negra-gigante, no município de Cangandala.

A apreciação foi feita esta quinta-feira, 5 de Março, pelo director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, Fernandes Cristóvão, no fim da visita de técnicos dos Ministérios do Turismo, Ambiente e Ordenamento do Território efectuada ao Santuário da Palanca-Negra-Gigante e aos Rápidos do Rio Cuanza, pontos de interesse turístico em Cangandala.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Fernandes Cristóvão afirmou que as dificuldades do acesso – que em alguns casos colocam riscos para chegar ao destino, como fazer a travessia, de canoa sobre o rio Cuanza, para chegar à Ilha Ngola Kiluanje Kiassamba –, acrescidas na necessidade de procura de soluções para massificar o turismo, dificultam a catalogação e a recolha dos dados necessários para a elaboração de mapas, roteiros e guias turísticos da província, pelo que é urgente levar a preocupação ao poder central no sentido de se encontrar soluções imediatas.

A missão conjunta dos técnicos do Ministério do Turismo, teve início na passada terça-feira, 3 de Março,  e visa proceder ao levantamento dos principais pontos turísticos de Malanje, a inserir em mapas e roteiros turísticos do País.

A jornada termina sexta-feira com visita às Pedras Negras de Pungo-Andongo, bem como à Companhia de Bio-combustíveis Biocom e a barragem de Laúca, no município de Cacuso, tendo a comitiva já passado por Mucari, Cambundi-Catembo e Cangandala, onde foram identificados locais de acomodação para os visitantes.

Além de todos os locais mencionados, Malanje tem vários outros pontos turísticos, com destaque para as Quedas de Calandula, Musseleje, Mbango-Anzenza, Bens Casados, Túmulo do Rei Ngola Kiluanje e o Parque Nacional de Cangandala.

Com Angop

Deixe o seu comentário