Disney compra a 21st Century Fox por 71 mil milhões de dólares

A Disney concluiu, finalmente, o processo de fusão com a 21st Century Fox, que estava a ser preparado há mais de um ano e marca uma “mudança histórica” na indústria do entretenimento, escrevem os jornais norte-americanos.

Na prática, está transacção, onde a Disney investe 71 mil milhões de dólares ( equivalente a 63 mil milhões de dólares), vai reunir na mesma empresa activos (leia-se personagens registadas), como os The Simpsons e os Star Wars, além da Cinderella e dos X-Men.

publicidade

“Este é um momento extraordinário e histórico para nós, um momento que vai criar um valor significativo, a longo prazo, para a nossa empresa e para os nossos accionistas”, comentou o presidente da Disney, Bob Iger, assim que foi revelado que os reguladores tinham dado a aprovação formal a que o negócio pudesse avançar .

“Unir a riqueza de conteúdos creativos e o talento com provas dadas tanto da Disney como da 21st Century Fox vai dar origem à empresa líder a nível global, na área do entretenimento, bem posicionada para estar na vanguarda de uma época incrivelmente dinâmica e em profunda transformação”, acrescentou o responsável.

Uma das primeiras consequências práticas é que este acordo deverá ser o ingrediente que faltava para que a Disney se sinta confiante no lançamento do seu próprio serviço de televisão por streaming, para concorrer com marcas como a Netflix e a HBO Now.

O serviço, que poderá nascer no final deste ano, irá chamar-se Disney Plus, dando acesso a histórias como as do Deadpool e do Star Wars, além das animações da Pixar.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

A Disney adquire um conjunto de activos de cinema e televisão, incluindo os canais FOx, o National Geographic e, também, a participação de 30% no serviço de streaming Hulu, que já concorre com a Netflix e poderá, desta forma, ficar mais próxima de chegar à Europa.

A Fox Corporation de Rupert Murdoch vai continuar a existir, conservando as áreas de notícias (a Fox News) e o desporto, incluindo a Fox Sports.

Além da união de conteúdos , que torne mais provável alguém pagar uma subscrição mensal por conteúdos exclusivos, a fusão deverá, também, levar a poupanças operacionais nesta fase. Estima-se que a fusão possa levar à dispensa de 4.000 trabalhadores cujos postos de trabalho passam , com esta operação, a ser considerados redundantes.

A certa altura, foi admitido que as perdas de postos de trabalho não seriam 4.000 mas, sim , quase 8.000. “Um banho de sangue “, comentou um analista de mercados à Hollywood Reporter.

Fonte: Observador .

Deixe o seu comentário