Embaixadas de Angola no México, Grécia, Canadá e CPLP serão encerradas até Novembro

As embaixadas de Angola no México, Grécia, Canadá e a Missão Permanente de Angola na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa serão encerradas até ao próximo mês de Novembro. A Missão Permanente de Angola na CPLP passará a estar incluída na estrutura da Embaixada de Angola em Portugal, um figurino que já foi adoptado em anos anteriores. Os consulados de Angola em Durban (África do Sul), Frankfurt (Alemanha), Califórnia (EUA) e em Faro (Portugal), terão também até ao mês de Novembro, concluídos os respectivos processos encerramento e movimentação de pessoal.

” Já estamos a movimentar as pessoas, pois isso tem a ver com a vida das pessoas, mas vamos fechar todo o processo até Novembro”, disse Manuel Augusto, ministro das Relações Exteriores de Angola.

O chefe da diplomacia angolana adiantou que, por outro lado, Angola vai construir uma nova chancelaria na Alemanha, projecto integrado no acordo-quadro de financiamento celebrado em 2016 entre o Governo angolano e o banco alemão KFW IPEX-Bank GMBH, no montante de 500 milhões de dólares.

Em Março do corrente ano, em entrevista exclusiva a Vivências Press News, Agostinho Van-Dúnem, secretário-geral do MIREX abordou aspectos relacionados ao plano de redimensionamento das missões diplomáticas e consulares angolanas .

” Devo dizer aos nossos compatriotas, que realmente, as dificuldades financeiras que o país tem vindo a atravessar, está a obriga-nos a adoptar uma disciplina na forma como vamos gerir as prioridades. E se é verdade que temos de prestar maior atenção e maior apoio às nossas comunidades no exterior, queremos que este seja feito de forma organizado. Nós vamos encerrar algumas missões diplomáticas e vamos fazer regressar muitos funcionários do MIREX”, disse na altura o diplomata angolano.

O Governo angolano está a estudar a possibilidade de encerrar nove embaixadas e cerca de 15 consulados-gerais, além de uma dezena de representações comerciais, para poupar mais de 60 milhões de dólares.

À margem do VII Conselho Consultivo do Ministério das Relações Exteriores (MIREX), que decorre nos dias 10 e 11 de Setembro nas instalações do ministério sob o lema “as oportunidades e os desafios do futuro“, Manuel Augusto informou que decorre o processo de movimentação de pessoas para o encerramento das mesmas.

O governante falou também da visita do primeiro-ministro português, António Costa, prevista para os dias 17 e 18 de Setembro, onde serão abordados aspectos de interesse mútuo. A questão da dívida (pública e a privados) será sem dúvida um dos temas quentes que serão discutidos. A dívida contraída por Angola ascende aos 450 milhões de dólares.

A Vivências Press News soube que durante a visita de António Costa ao nosso país, serão assinados dois acordos: um para evitar a dupla tributação e outro sobre o novo Programa Estratégico de Cooperação. Realizar-se-á também um seminário económico luso-angolano.

O Conselho Consultivo do MIREX analisa as actividades desenvolvidas pela instituição e perspectiva outras , no âmbito das competências de execução da política externa de Angola. Temas como “a diplomacia económica de Angola”, “geopolítica e cobertura regional” entre outros estarão em debate.

Deixe o seu comentário