Embaixador Miguel da Costa lança livro em Paris

“Trata-se de uma obra que consagra as relações bilaterais entre França e Angola, analisadas numa perspectiva académica, de forma a contribuir humildemente na formação dos jovens que se dedicam aos estudo das relações internacionais no geral, e nas relações entre os dois povos e países em particular”, cita uma nota de imprensa da Embaixada da República de Angola em França.

O livro de Miguel da Costa que é apresentado hoje , 19 de dezembro, pelas 19 horas, nas instalações da Embaixada da República de Angola em França, sai na sua primeira versão em francês e com o título original de ” France – Angola. Une Diplomatie Dynamique”, que em português será “França -Angola. Uma Diplomacia Dinâmica”. A versão em português chega ao mercado em janeiro do próximo ano.

publicidade

O livro divide-se em quatro capítulos : um primeiro capítulo essencialmente dedicado à apresentação de Angola e de todo o seu potencial económico, político, cultural e social. No segundo capítulo fala de França e de como ela explora os seus trunfos em África, bem como o seu papel e lugar no mundo. Já no terceiro capítulo aborda as trocas comerciais, o intercâmbio político e económico entre França e Angola. No quarto e último capítulo, o autor fala dos diferentes tipos de parcerias existentes actualmente entre os dois países e propõe uma interessante reflexão sobre o assunto.

Miguel da Costa faz uma bastante objectiva, assertiva e realista sobre as diferentes parcerias e instrumentos de ajustamento existentes. Esboça premissas de um conceito dinâmico de parceria estratégica actuante e interventiva para responder às expectativas e anseios das duas nações.

” O Embaixador Miguel da Costa é um diplomata experiente, estudioso e dedicado. Nos últimos quinze anos tem-se dedicado com mestria, inteligência e reconhecido esforço no estabelecimento de relações cordiais , sólidas e fraternas entre Angola e França. A sua experiência como Cônsul-Geral de Angola em Toulouse e depois como Embaixador de Angola em França, conferem ao livro que hoje é apresentado, um importante significado político, histórico e cultural”, diz o jornalista e consultor cultural da Vivências Press News, Gabriel Baguet Júnior.

O escritor e investigador angolano , Tomás Gavino, aguarda com expectativa a versão em português do livro, mas acrescenta que:

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

” Este livro tem um alcance e dimensão cultural importante, não só pela abordagem das relações entre Angola e França, mas porque o faz, não apenas numa vertente política. Miguel da Costa consegue ir buscar outros elementos à história, a cultura e até a economia. É um livro que se recomenda aos políticos, economistas, empresários, estudantes e estudiosos, investigadores e todos aqueles que se interessam por África e Europa na análise dos desafios geopolíticos que enfrentam. Os últimos dez anos das relações entre Angola e França estão muito bem retratados neste livro. O autor conseguiu fazer uma análise pura, clara e de elevado nível sobre as relações entre os dois países. Está de parabéns, o Embaixador Miguel Da Costa pela iniciativa, empenho e dedicação”.

Miguel da Costa nasceu em Mbanza Mabubu, na sede do município da Damba, província do Uíge, aos 16 de Fevereiro de 1958. Foi quadro sénior da TAAG durante duas décadas, tendo sido nomeado em 1995, director -Geral da companhia aérea angolana. Em 2003 foi nomeado Cônsul-Geral de Angola em Toulouse e é desde 2009, Embaixador da República de Angola acreditado em França e no Principado de Mónaco.

Miguel da Costa tem um diploma em Exploração de Aviação Civil e um Mestrado em Ciências Políticas.

No tags for this post.

Deixe o seu comentário