Escritor brasileiro Sérgio Sant’Anna morreu aos 78 anos vítima de covid-19

Gearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion

Morreu neste domingo (10) um dos maiores escritores brasileiros. O contista estava internado no Rio de Janeiro, com sintomas de covid-19 e não resistiu a complicações respiratórias. Sérgio tinha 78 anos e deixa dois filhos, os também escritores Ivan e André Sant’Anna. Ainda não há informações sobre o funeral do escritor. Mas, considerando o contexto da epidemia de coronavírus, as cerimónias fúnebres deverão ser curtas e com poucas pessoas.
Através de uma rede social, a irmã de Sérgio, Sónia Sant’Anna, confirmou a notícia e agradeceu os votos de melhoras para o irmão. 

Sérgio Sant’Anna estreou-se na literatura há mais de 50 anos, com O Sobrevivente, um livro de contos, género de que se tornou um dos expoentes nacionais. Além de contos, Sérgio escreveu romances e poesia e também era professor.

O escritor coleccionou vários prémios ao longo da carreira.

Algumas das suas obras premiadas

  • O concerto de João Gilberto no Rio de Janeiro (contos, 1983) – Prémio Jabuti
  • Amazona (novela, 1986) – Prémio Jabuti
  • Um crime delicado (romance, 1997) – Prémio Jabuti
  • O voo da madrugada (contos, 2003) – Prémio Portugal Telecom
  • O livro de Praga – Narrativas de amor e arte (contos, 2011) – Prémio Clarice Lispector
  • O homem-mulher (contos, 2014) – Finalista do Prémio Oceanos 2015

Com Diário de Pernambuco

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.