Espiões lusos atentos ao Brexit

Existe uma nova prioridade para os serviços secretos portugueses. As atenções da secretária-geral do Sistema de Informações da República (SIRP), Graça Mira Gomes, está centrada no que se passa na Europa.

Os melhores efectivos das informações portuguesas estão a ser posicionados em embaixadas estratégicas do Velho Continente. A ideia é recolher e analisar a informação que deriva dos efeitos do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia) e definir meios de actuação que permitam maximizar esses efeitos em favor de Portugal e das empresas portuguesas.

Um dos centros mais activos de informações nos dias que correm é Paris. A capital francesa fervilha de informação em relação ao futuro da Europa, e os espiões portugueses trocaram muitos objectivos africanos pela nova realidade de uma Europa sem a Inglaterra.

A estratégia passa dos serviços secretos portugueses passa agora por recolher toda a informação que maximize os efeitos da saída do Reino Unido da União Europeia.

O acompanhamento das negociações e o desfecho da saída inglesa é uma preocupação fundamental para os serviços de informações da Europa e dos Estados Unidos da América.

Fonte: CM

Deixe o seu comentário