Estados Unidos sancionam Raul Castro por violações dos direitos humanos

O secretário de Estado, Mike Pompeo, acusou ontem Raul Castro pelo seu envolvimento “em graves violações dos direitos humanos e corrupção”, dizendo que o Departamento de Estado norte-americano o coloca sob sanções, assim como aos seus filhos .

As acusações referem-se a um incidente ocorrido em 24 de Fevereiro de 1996, quando as Forças Aéreas de Cuba abateram dois aviões matando três cidadãos norte-americanos e um cubano.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Na altura, Raul Castro, agora líder do Partido Comunista de Cuba (o único partido legal no país), era ministro das Forças Armadas Revolucionárias, o que o tornou o responsável político político pelo incidente, de acordo com uma sentença dessa época de um tribunal federal dos EUA.

Os Estados Unidos impuseram sanções económicas após a vitória das revolucionárias cubanas, em 1959, que foram amenizadas pela intenção de retoma de relações diplomáticas, em 2014, no mandato do Presidente Barack Obama, agora questionada pelo actual Presidente , Donald Trump.

Fonte: Lusa .

Deixe o seu comentário