Estudantes angolanos agendam manifestação nacional para 17 de Abril

kalola Store

O Movimento dos Estudantes Angolanos (MEA) anunciou esta segunda-feira, 5 de Abril, uma manifestação nacional, agendada para 17 de abril, contra a “subida de propinas e emolumentos” e a “falta de qualidade de ensino” nas instituições públicas e privadas de Angola.

Em comunicado enviado aos órgãos de comunicação social, o MEA “exige a revogação” do decreto presidencial 124/20 de 4 de maio, que agrava a subida das propinas e dos emolumentos nas instituições de ensino.

Segundo a associação estudantil, a “subida constante das propinas e taxas nas instituições privadas e as constantes violações dos direitos dos estudantes, bem como a falta de qualidade de ensino nas instituições públicas e privadas” são algumas das motivações para manifestação.

Para o movimento, a inexistência de condições nas instituições públicas e privadas é um dos motivos da precariedade do ensino em Angola.

A marcha de protesto deve sair do largo do cemitério da Santa Ana, em Luanda, e seguir até ao edifício-sede do Ministério das Finanças, no centro da cidade, onde deverá ser lido um “manifesto reivindicativo” dos estudantes.

O MEA anunciou uma manifestação “ordeira e pacífica”, tendo convidado todos os estudantes, pais e encarregados de educação e pessoas singulares a juntarem-se à manifestação de 17 de Abril, um sábado.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.