Ex-Presidente do Brasil Michel Temer foi detido

A detenção foi feita no âmbito da operação Lava Jato, avançam o jornal “A Folha de São Paulo ” e o portal “G1”, depois de o juiz Marcelo Bretas, da Justiça Federal do Rio de Janeiro, ter emitido um mandado de detenção.

Além de Temer, as autoridades estão a tentar cumprir mandados contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia, e mais seis pessoas, entre quais empresários.

publicidade

A Polícia Federal estava, desde quarta-feira, a tentar localizar o ex-Presidente brasileiro.

Michel Temer, o segundo ex-Presidente brasileiro a ser detido no espaço de um ano, está a ser investigado em vários casos de corrupção em ligação com aquela que é a maior operação de combate à corrupção na história do Brasil e que revelou um escândalo de grandes proporções de desvio de fundos da empresa petrolífera estatal Petrobras.

De acordo com a imprensa brasileira, em causa estão denúncias do empresário e dono da Engevix, José Antunes Sobrinho, que disse à Polícia Federal ter dado um milhão de reais em subornos a pedido do coronel João Baptista Lima Filho (amigo de Temer), do ex-ministro Moreira Franco e com o conhecimento do então Presidente Michel Temer.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Em Dezembro de 2018, a Procuradoria-Geral da República (PGR) do Brasil constituiu arguido Michel Temer pela prática de corrupção e branqueamento de capitais no âmbito de uma investigação sobre um decreto que teria beneficiado empresas do sector portuário.

Michel Temer é o segundo Presidente brasileiro a ser preso após investigado por corrupção, o primeiro foi Luís Inácio Lula da Silva, em Abril de 2018.

Fonte: Jornal de Notícias.

Deixe o seu comentário