Morreu Alberto da Silva “Pepino”

Alberto da Silva Pepino acaba de falecer no Hospital Geral de Benguela vítima de doença, aos 95 anos.

O ciclista veterano Alberto da Silva “Pepino”, de 95 anos, faleceu na noite de sábado, 11.08.2018, vítima de doença, no Hospital Geral de Benguela.

Recentemente o veterano natural de Benguela, pedalou 34 quilómetros numa 1 hora, 44 minutos e 38 segundos, no sábado, no percurso Benguela-Talamajamba, uma iniciativa inserida nas manifestações alusivas as 57 anos do aniversário do início da Luta Armada.

Em 2015, com 92 anos na altura, pedalou 40 quilómetros no mesmo trajecto numa hora e 19 minutos, com o propósito de homenagear os heróis do 4 de Fevereiro de 1961.

À imprensa, Pepino, que ganhou o apelido de “Gladiador do Asfalto”, disse estar orgulhoso por cumprir mais uma missão, apesar da idade avançada. O veterano admite que a sua estratégia pessoal visa chamar a atenção da sociedade para reflectir seriamente sobre o estado do desporto em Benguela. Acrescentou que o Mundo tem de conhecer a capacidade dos africanos no desporto, dada a sua força de vontade e respeito.

Depois do evento, decorreu uma cerimónia de recepção ao ciclista, defronte à Administração Municipal de Benguela, prestigiada pela presença do secretário de Estado dos Desportos, Carlos de Almeida, dos vice-governadores provinciais para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, e para a Área Político-Social e Económica, respectivamente, Leopoldo Muhongo e Deolinda Valiangula, entre outras entidades.

Em 2009, o ciclista angolano Alberto Silva “Pepino”, natural de Benguela, participou em São Francisco da Califórnia, Estados Unidos da América (EUA), nos Jogos Olímpicos da terceira idade.
Em 2013, voltou aos EUA onde se sagrou campeão mundial na sua categoria, conquistando duas medalhas de ouro em provas de contra-relógio e de fundo.

Para o jornalista angolano e delegado da TV Zimbo em Benguela, Machado Macedo, a província perde uma das figuras mais simbólicas e emblemáticas.

“É um momento de muita tristeza, dor e consternação. O ciclismo nacional acaba de perder a sua maior figura . O país perde um homem que teve toda uma vida dedicada ao desporto, com passagens pelo futebol, atletismo e o ciclismo. Pepino é uma das maiores referências de Benguela, é uma das suas maiores figuras simbólicas e emblemáticas. Obrigado por tudo quanto deu ao país em geral e a sua Benguela em particular.”, afirmou o jornalista.

Deixe o seu comentário