Filme sobre Guerra Civil em Angola abre festival Cinanima de 2018

A guerra civil angolana será o tema de abertura do Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, Portugal, que a 12 de novembro exibe “Mais um dia de vida”, inspirado no livro homónimo de Ryszard Kapuscinski.

Apontado pela produtora e distribuidora Midas Filmes como “um dos grandes – senão o maior – repórter de guerra do século XX”, esse jornalista e escritor polaco (1932-2007) acompanhou o conflito em Angola em 1975 e publicou depois as suas memórias sobre os últimos três meses de presença portuguesa no país.

São essas recordações, tal como relatadas por Ryszard Kapuscinski no seu livro de 1976, que agora servem de argumento ao filme do espanhol Raul de la Fuente e do polaco Damian Nenow.

A obra combina 60 minutos de ação animada com 20 minutos de imagem documental real, abordando não apenas a guerra civil, mas também a invasão sul-africana e a declaração de independência por Agostinho Neto e o MPLA.

“O conflito em Angola foi um dos trabalhos mais extraordinários de Ryszard Kapuscinski”, defende fonte da produtora e distribuidora Midas.

“O filme de Raúl de la Fuente e Damian Nenow faz-lhe inteira justiça, combinando um trabalho de animação fulgurante, na reconstituição desses dias do verão de 1975 em Luanda e até ao Sul de Angola, com uma viagem ao encontro de alguns dos homens que então se cruzaram com Kapuscinski”, refere.

“Mais uma dia de vida” esteve, em maio, na seleção oficial do festival de cinema de Cannes, em França, e em setembro ganhou o Prémio do Público no Festival de San Sebastian, em Espanha.

Em Espinho, o filme será exibido às 22:00 do dia 12 de novembro, no auditório do Centro Multimeios.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário