Francisca Van-Dúnem não integra o próximo Governo de António Costa

Francisca Van-Dúnem não vai integrar o próximo Governo do PS liderado por António Costa. A ministra da Justiça cessante pediu para sair por razões pessoais, avança o PÚBLICO.

De acordo com com as informações recolhidas, tudo indica que Francisca Van-Dúnem retomará a sua carreira na Justiça e que deverá ser o nome a indicar pelo PS como candidata a juíza do Tribunal Constitucional (TC).

publicidade

Neste momento e depois da demissão da juíza-conselheira, Clara Sottomayor, há um lugar vago no plenário do Palácio Ratton, que é da indicação da Assembleia da República. Além disso, outro juiz-conselheiro indicado pelo PS estará de saída em breve. Trata-se de Cláudio Monteiro, que concorreu e irá ingressar no Supremo Tribunal Administrativo .

Com a entrada em breve no TC, fica assegurado um tempo de mandato de juíza-conselheira que permitirá que Francisca Van-Dúnem venha a substituir Manuel da Costa Andrade na presidência do TC, que deverá terminar daqui a cerca de dois anos .

Quanto à substituição de Francisca Van-Dúnem no Governo de António Costa, ao que o PÚBLICO apurou, ainda não há nome garantido, até porque o primeiro-ministro indigitado ainda não fechou a lista de nomes que vai apresentar ao Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, nem começou a fazer os convites.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Fonte: PÚBLICO.

Deixe o seu comentário