Governo vai recuperar frota de helicópteros da polícia

kalola Store

O Governo lançou um concurso para a recuperação da frota de helicópteros da Polícia Nacional, composta por mais de 20 aeronaves e que “está paralisada na totalidade”, anunciou hoje o Ministério do Interior.

“Toda a frota de helicópteros da Polícia Nacional está em terra, paralisada na totalidade, por isso é que o concurso é recuperação da frota, por isso colocámos em concurso a frota para entenderem que é o conjunto de aeronaves, equipamentos de manutenção, pilotos, mecânicos e assistentes”, afirmou o director nacional de Infra-estruturas e Equipamentos do ministério, Carlos Albino. 

O responsável disse esperar por um grande número de empresas para participar no concurso agora lançado de recuperação da frota de helicópteros da polícia angolana, porque mesmo antes do concurso cinco empresas já tinham manifestado interesse. 

“Significa que haverá uma adesão desejável e, se calhar, vai superar a expectativa, agora se estarão ou não habilitadas, isso vamos aferir depois, mas a princípio a expectativa é boa”, realçou. 

O Ministério do Interior lançou na segunda-feira um concurso, limitado por prévia qualificação, para recuperação/reabilitação da frota de helicópteros da Polícia Nacional, fora do território angolano, no valor de 28,4 mil milhões de kwanzas (35,2 milhões de euros). 

Em despacho assinado pelo ministro do Interior angolano, Eugénio Laborinho, o órgão ministerial informa que o concurso terá como prazo de execução seis meses e que os candidatos devem ter como “requisitos mínimos” três anos de actividade comprovada. 

O concurso, que implica a celebração de um contrato público, determina também que os candidatos devem ter como “requisitos mínimos um relatório financeiro dos últimos três anos de actividade”. 

Carlos Albino, também presidente da comissão de avaliação do concurso, deu conta que este se destina às empresas nacionais com possibilidade de se associarem a empresas estrangeiras. 

“Pode haver um consórcio entre uma empresa estrangeira, mas a prioridade é para empresas nacionais”, frisou. 

Entre os requisitos de avaliação, na proposta a apresentar, explicou o responsável, constam a recuperação dos helicópteros e a respectiva habilitação dos pilotos e equipamentos complementares, no quadro das actualizações modernas do sector. 

O também comissário da polícia angolana reconheceu a necessidade destes meios nas acções de policiamento ao nível de Angola, “além de outras missões de patrulha”, e notou que “há outras especificidades que no âmbito da fiscalização da polícia nacional essas aeronaves se tornam indispensáveis”. 

O director de Infraestruturas e Equipamentos do Ministério do Interior adiantou ainda que, além da recuperação de helicópteros, existem outros “projectos específicos a serem executados”, entre os quais a recuperação da frota marítima da polícia fiscal. 

“E, então, há um conjunto de projectos que são independentes, à medida em que haja alguma disponibilidade financeira, vamos trabalhar para aprimorar cada vez mais os recursos”, assegurou. 

A comissão de avaliação deste concurso para recuperação/reabilitação da frota de helicópteros da polícia angolana determina até sexta-feira, 8 de Janeiro de 2021, o prazo para recepção de pedidos das peças do procedimento ou para aceder aos documentos. 

O prazo para a apresentação de candidaturas decorre até 25 de Janeiro de 2021. 

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.