Higino Carneiro: Poderá ser “o próximo mais próximo” a ser detido por corrupção e peculato

Higino Carneiro (HC) deverá ser uma das figuras da elite política contemporânea de José Eduardo dos Santos a ser responsabilizado por acusações de corrupção.

No início do mandato do novo Presidente da República, João Lourenço, Higino Carneiro foi nomeado para o cargo de Segundo vice-presidente da Assembleia Nacional . No último congresso do MPLA, Higino Carneiro perdeu, por sua vez, a condição de alto dirigente do partido, advinda do assento que há anos conservava no seu principal, o Bureau Político.

O cargo de Governador de Luanda, do qual foi afastado por João Lourenço, foi o último de natureza executiva que desempenhou nos últimos anos da sua vida política, o mais importante dos quais, devido a factores como o respectivo orçamento, foi o de ministro das Obras Públicas .

Ao longo do período em que foi ministro das Obras Públicas, Higino Carneiro promoveu o lançamento de vários negócios privados em Angola, Portugal e noutros países. Há indicações de um projecto de investimento na Guiné-Bissau, tendo em vista a construção de um porto, Buba, formalmente apresentado como sendo do Estado angolano, era, na verdade, seu.

O porto e uma via-férrea com o mesmo conectada destinavam-se a servir de via de escoamento da extracção de minérios (bauxite) de jazigos situados na Guiné-Bissau e na República da Guiné. Há alguns meses, Higino Carneiro esteve em Bissau com a intenção de relançar o referido projecto.

Os rumores que o apresentam como podendo vir a ser criminalmente responsabilizado com base em acusações de corrupção, advém igualmente da propalação de notícias segundo as quais algumas das suas empresas estão a ser objecto de fiscalização por parte da AGT.

Em meios empresariais, é dado como certo que as suas empresas estão a passar dificuldades de gestão, em especial as do ramo hoteleiro. Recentemente, o Recreativo do Libolo, extinguiu a equipa de basquetebol sénior masculina por dificuldades financeiras.

No seu dia-a-dia e entre aqueles com quem lida mais perto, Higino Carneiro não revela, porém, sinais de intranquilidade ou temor próprios dos rumores que sobre ele circulam . A inauguração que se prepara para fazer de um “resort” de luxo no extremo sudeste de Angola, numa zona antigamente controlada pela UNITA, na província do Cuando -Cubango, é vista como uma tentativa do próprio de demostrar dinamismo e confiança.

Num espaço de 48 horas, Higino Carneiro deixou de ser membro do Bureau Político do MPLA e de Segundo vice-presidente da Assembleia Nacional. Também conhecido por ” General Peito Alto”, Higino Carneiro ainda vai tendo peito para preparar-se para os novos tempos. Depois da detenção de Augusto Tomás, antigo ministro dos Transportes, a informação que passa é a de que Higino Carneiro pode ser o “próximo mais próximo” .

Fonte: AM

1 comments

Deixe o seu comentário