Já em Fevereiro

kalola Store

Sim, já estamos em Fevereiro… Já começaste a fazer aquilo que tinhas dito que ias começar em Janeiro?

Decidiste fazer ou mudar alguma coisa mas não foi tão fácil como pensavas, não tiveste a ajuda que esperavas, perdeste a motivação ou simplesmente falhaste redondamente… E agora? O que fazer para não ter que esperar pela próxima onda de motivação que só vem no próximo Janeiro?

Antes de responder a essa pergunta, responde a estas:

  • O objetivo que traçaste, queres mesmo alcançá-lo?
  • É teu ou é uma ideia que achaste gira?
  • É realístico dentro do tempo que deste para que se realizasse?
  • É gradual ou quiseste que acontecesse tudo ao mesmo tempo?
  • Pesa mais o facto de o alcançares ou o medo de não o alcançares e do que as pessoas vão pensar de ti?

Todas estas questões fazem com que, ao longo do tempo, os objetivos que até se podem alcançar, sejam estragados e vistos como impossíveis.

As coisas que desejas alcançar, ter, ser, devem ser coisas que tu queres, e não coisas que os outros querem para ti. Devem ser graduais, e não algo que querias conquistar tudo ao mesmo tempo… Devem ser encaixadas num espaço de tempo real. Devem pesar mais na vontade que tens de conquistar, do que no medo que tens de não conseguir chegar lá.

É por isso que em poucas semanas, aquilo que era tudo para ti no dia 1 de Janeiro, de que tanto falaste e disseste que era desta, agora até falas, mas falas das desculpas que criaste para justificar o facto de que deixaste a meio o que ias fazer.

Não dês desculpas. Não tens que te justificar. Não há problema. Simplesmente analisa estas questões e recomeça. Talvez algo diferente, de forma diferente, que te faça mais sentido… de forma gradual, sem a pressão da pressa…

Não precisa de voltar a ser Janeiro, nem entrar um novo mês, nem precisa de ser segunda-feira. Se isso for preciso é porque não é algo que cumpra com as questões que estão descritas neste artigo.

Não precisas de um dia específico para começar. Pode ser agora, sem pressão, com tranquilidade, pouco a pouco, com tempo…

Vais ver que quando te deres conta, já estás lá. Sem falar muito sobre isso, sem estares sempre a fazer contas, sem estar sempre a ver o tempo. Mas de forma natural.

Até para a semana!

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.