João Lourenço e esposa estão de férias na Ilha de Bazaruto em Moçambique

O Presidente da República, João Lourenço, desembarcou na tarde deste sábado, 8 de Dezembro, no pequeno Aeroporto Internacional de Vilankulo em Inhambane (Vilankulo está a 714 kms a norte de Maputo), e fez logo uma ligação por helicóptero para uma das ilhas do arquipélago de Bazaruto, designadamente a ilha com o mesmo nome (30 quilómetros de Vilankulo).

Em Vilankulo, o Chefe de Estado angolano e a primeira-dama, Ana Dias Lourenço, foram recebidos pelo Governador de Inhambane, Daniel Chapo, que fez as honras da casa. João Lourenço optou pelo mais luxuoso dos resorts de Bazaruto, o Anantara que é propriedade do Grupo Rani ( que controla o Pemba Beach Hotel e as Torres Rani, em Maputo).

A escolha do Anantara deveu-se a um importante factor: diferente dos outros resorts, como o Pestana ou o Indigo Bay, o Anantara tem uma vila presidencial que garante completa privacidade.

Este resort era, até bem pouco tempo, usado pelo Príncipe Harry da Inglaterra. Mas há cerca de três anos, um helicóptero com paparazzis sobrevoou o local, durante a permanência de Harry no Anantara. O príncipe não terá ficado muito feliz com o insólito incidente e nunca mais visitou o local.

No sábado, quando chegou a Vilankulo numa pequena aeronave com as inscrições JET D4, João Lourenço trazia uma pequena comitiva. Além da primeira-dama, Ana Dias Lourenço, havia uma criança, três assessores e uma equipa de segurança. Parte do grupo pernoitou no histórico hotel Dona Ana, da vila à beira mar. Este hotel fez parte da logística solicitada.

Neste domingo, 09, desembarcou em Vilankulo, o Presidente moçambicano Filipe Nyusi, que dirigiu-se à Bazaruto (de helicóptero) para um encontro com João Lourenço. Esta visita de cortesia de Filipe Nyusi ao seu homólogo angolano não foi comunicada aos órgãos de comunicação social locais .

O Anantara é um resort de luxo com 40 vilas implantadas junto da linha costeira. Uma vila com 52 metros quadrados, custa 1.100 dólares por dia, incluindo travessia do Mar de Vilankulo para a ilha.

Segundo apurou o jornal Carta de Moçambique, uma vila presidencial custa 2.400 dólares por dia e deverá ser este o custo diário da estadia João Lourenço e esposa, nos dias em que permanecerão na Ilha de Bazaruto.

O Anantara tem uma pista de aterragem e um heliporto. No seu menu gastronómico, apresenta pratos locais , como a matapa com caranguejo, um autêntico clássico “manhambana” .

João Lourenço que é também presidente do MPLA , não estará presente nos actos comemorativos dos 62 anos da fundação do partido que governa Angola, desde a independência em 11 de Novembro de 1975, tendo optado por gozar férias em Moçambique.

A escolha de Moçambique como destino de férias do actual presidencial angolano é, outro facto que surpreendeu a sociedade angolana. O antecessor de João Lourenço, José Eduardo dos Santos, tinha como destino de férias Espanha e Brasil.

Fontes : Carta de Moçambique, VPNEWS .

3 comments

A mim o que me surpreende, não é a escolha do destino das férias, nem outros pormenores da viagem…mas a data em que as mesmas são gozadas , conscidindo com mais um aniversário do “M” , sem a sua presença..
Será mais um sinal de ” novos tempos”?..assim o espero..

Deixe o seu comentário