Jornalistas da RTP contra administração

Perto de uma centena de jornalistas da Rádio e Televisão Portuguesa (RTP), mais concretamente 94, subscreveram um abaixo-assinado no qual manifestaram publicamente a sua indignação contra o Conselho de Administração (CA) da estação pública, pela forma “inqualificável” como tem conduzido as negociações com os sindicatos e pelo tratamento dado aos trabalhadores.

Esta não é, definitivamente, uma gestão responsável de uma empresa com capitais públicos. Exigimos que as legítimas aspirações dos trabalhadores sejam tratadas com a dignidade que merecem

No documento de contestação, os trabalhadores manifestam “profundo descontentamento” e a sensação de “total desrespeito” como o presidente Gonçalo Reis tem conduzido o processo negocial do caderno reivindicativo aprovado por unanimidade em plenário.

Segundo os 94 subscritores, desde a TV, rádio e multimédia de Lisboa, Porto e delegações “o Conselho de Administração vem mostrando total desrespeito pelos trabalhadores e pelas estruturas sindicais mais representativas da empresa, que continuam a bater-se por melhores condições laborais”.

No abaixo-assinado, que decorre de uma proposta feita num plenário promovido pelo Sindicato de Jornalistas (SJ), os trabalhadores acusam ainda a administração, liderada por Gonçalo Reis, de “má-fé negocial” por ter publicado “uma ordem de serviço com piores condições do que as propostas enviadas dois dias antes aos sindicatos”.

Fonte: CM.

Deixe o seu comentário