Jornalistas recebem Formação sobre Super Malte, a bebida inovadora da Refriango

Aconteceu na passada sexta-feira, 22 na sala de conferências da Refriango uma formação sobre a bebida Super Malte, para um grupo de jornalistas, tendo como principais oradores o Gestor da Marca João Boavida e a nutricionista Dra. Nelma Manuel.

Esta formação teve como principal objectivo informar melhor os jornalistas sobre a composição e benefícios da nova bebida da Refriango, realçando os seus componentes nutritivos, nomeadamente a sua riqueza em proteínas e vitaminas.

Foi também dado destaque à designação “3 em 1”, expressão atribuída a Super Malte por contercereais, mel e cálcio, bem como ao facto desta bebida alimentar poder ser consumida como substituto ou complemento do matabicho.

Por fim, foi reforçado que Super Malte é uma bebida sem álcool, ligeiramente gaseificada e que pode ser consumida por crianças a partir dos 5-6 anos de idade.  

Num balanço dos primeiros 8 meses de vendas, o Gestor da Marca João Boavida partilhou que “foram vendidos mais de 1,5 Milhões de Lts de Super Malte, o que representa um resultado muito bom para uma bebida que lançou uma nova categoria. E o feedback que temos recolhido dos nossos consumidores é muito positivo, já havendo o hábito de consumo de Super Malte no matabicho”.

As bebidas de malte, apesar de ainda serem pouco conhecidas no mercado Angolano, são muito consumidas em diferentes países africanos e na américa latina.

A aposta da Refriango nesta bebida alimentar em Angola envolveu um processo de desenvolvimento de 2 anos, tempo durante o qual foram realizados vários estudos de mercado e testes de produto, de forma a chegar ao sabor final aprovado pelos consumidores angolanos. Foi também resultado deste processo de desenvolvimento que Super Malte da Refriango é a bebida de malte mais completa de todas, uma vez que é o único enriquecido com mel e cálcio, dois ingredientes muito valorizados em Angola.

No que diz respeito à internacionalização do produto, este já é exportado pela Refriango para a Namíbia e São Tomé, mercados onde o produto teve uma grande aceitação pela sua composição e valor nutricional, estando neste momento a empresa a explorar novas geografias para alargar a exportação de Super Malte

Deixe o seu comentário