Lisboa: Escritor angolano José Luís Mendonça apresenta : “Angola, me diz ainda “

kalola Store

O escritor angolano José Luís Mendonça, apresenta nesta quinta-feira, 18 de janeiro, o livro de poesia com o título: “Angola, me diz ainda” , um trabalho que se conjuga e alia ao sopro de mudança política que Angola começou a viver. Com uma linha poética que não se reduz à militância, o livro de José Luís Mendonça dá conta de outras dimensões humanas.

O livro é editado pela Guerra e Paz, terá apresentação do académico Pires Laranjeira e será apresentado às 18:30 desta quinta-feira, 18 de janeiro, na Bertand Picoas Plaza.

José Luís Mendonça começou a semear crónicas e estórias, antes de se especializar em poesia. Seguiram-se folhas de ensaios, recensões críticas e diálogos sobre diversas matérias, com ênfase para o universo das letras. Em 2005, foi-lhe atribuído o Prémio Angola Trinta Anos, na disciplina de Literatura pela sua obra poética “Um voo de Borboleta no mecanismo inerte do tempo “. No ano de 2015, foi -lhe outorgado o Prémio Nacional de Cultura e Artes na categoria de Literatura, devido à “singularidade do estilo e o valor cultural das temáticas tratadas, tendo instituído o amor como guia da sua produção literária.” É membro da União de Escritores Angolanos.

É ainda autor de obras como : Poesia angolana de amor dos anos 80 : um breve antologia (1991), Um canto para Mussuemba (2002), O Reino das Casuarinas (2014), Luanda fica longe e outras Estórias Austrais (2016).

É licenciado em Direito pela Universidade Católica de Angola, mas a sua participação ao mais visível na construção da Pólis angolana tem-se cingido aos andaimes só jornalismo, paixão esta que valeria a atribuição, em 2005, do Prémio Notícias da Lusofonia CNN Multichoise e de Jornalismo Africano. É director e editor chefe do quinzenário Jornal Angolano de Artes e Letras, propriedade das Edições Novembro.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.