Luanda admite visita de António Costa já no Verão

kalola Store

Luanda está aberta a uma visita do primeiro-ministro português António Costa já no próximo mês de Julho, depois da visita do primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy, em Junho, soube o Expresso junto de altos responsáveis angolanos.

A data da viagem ainda não está fechada, tendo que ser primeiro acertada entre as diplomacias dos dois países.

Ontem o primeiro-ministro português afirmou que “neste momento estão a ser estabelecidos os contactos políticos e diplomáticos bilaterais para fixar a data para essa visita”. Da perspectiva angolana, só depois se decide se João Lourenço visita Lisboa e quando se pensará numa ida de Marcelo Rebelo de Sousa a Angola.

O “desanuviamento” entre os dois Estados parece estar a funcionar desde a semana passada, mal se soube da decisão do Tribunal da Relação de Lisboa em remeter o processo do ex-vice-presidente angolano Manuel Vicente para Luanda.

O Presidente angolano João Lourenço, falou ao telefone com o seu homólogo português garantindo o retorno à normalização entre os dois países e, na segunda-feira, recebeu o ministro da Defesa português, Azeredo Lopes, no palácio presidencial, contra as expectativas iniciais. No dia seguinte, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, comunicou no Parlamento que acabara de falar telefonicamente com o seu homólogo Manuel Augusto, para prepararem “entre as duas equipas a próxima visita do primeiro-ministro a Luanda”.

Entretanto, na quinta-feira, sabia-se por uma nota da Casa Civil do Presidente da República angolana que havia sido formalmente nomeado o novo embaixador em Lisboa, Carlos Alberto Fonseca. O novo representante de Angola foi assessor diplomático de José Eduardo dos Santos, tendo Portugal dado o seu “agrément” há seis meses. Apesar disso, o lugar de embaixador mantinha-se vago, tendo a embaixada sido assumida interinamente por uma ministra-conselheira que exerce actualmente as funções de encarregada de negócios.

Fonte: Expresso

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.