Mais de três mil portugueses emigraram para Angola em 2017

kalola Store

Portugal continua a ser o país da União Europeia (UE) com mais emigrantes: 22% dos portugueses vivem fora do território nacional. Porém, pelo quarto ano consecutivo, em 2017 a emigração continuou a descer.

Cerca de 90 mil portugueses emigraram no último ano, o que representa menos dez mil face a 2016.

Segundo o relatório elaborado pelo Observatório da Emigração, a queda da emigração resulta do abrandamento económico verificado em alguns dos principais destinos: Reino Unido, Angola, Brasil, Suíça e França. Também no Canadá e nos Estados Unidos da América a emigração desceu.

O cálculo do número efectivo de portugueses que partiram para o estrangeiro em 2017 é dificultado pelas alterações e correções nas estatísticas alemãs e francesas.

“É neste momento difícil medir com rigor a evolução recente da emigração para dois dos principais destinos da emigração, que no entanto deverá estar em redução no caso francês”, divulga o relatório.

Três mil portugueses emigraram para Angola em 2017

Angola aparece novamente como destino preferido dos que deixam Portugal. É o sexto destino de emigração portuguesa numa lista liderada pelo Reino Unido, Alemanha e França, sendo o principal destino de emigração fora do continente europeu.

Três mil portugueses emigraram para Angola em 2017 (número que não contempla os vistos emitidos pelo Consulado de Angola em Faro, cuja informação não tem sido disponibilizada). Mas, apesar de estar no topo dos países do mundo para onde mais portugueses emigraram, perdeu peso como destino.

Desde 2015 que desce o número de saídas, com menos 42% em 2016 e menos 24% em 2017.

“O essencial da crise do petróleo reflectiu-se em 2016, foi aí o grande efeito. Não há dados de 2018, mas provavelmente terá estabilizado”, afirma Pena Pires, coordenador científico do Observatório da Emigração.

Ao nível das remessas, Angola permanece como um dos principais países, com 245 milhões de euros enviados para Portugal em 2017. A comunidade portuguesa em França liderou com o envio de 1,1 mil milhões de euros, seguida da Suíça (com 797 milhões de euros ), Reino Unido (350 milhões de euros), Estados Unidos da América (262 milhões de euros) e depois Angola que surge no quinto lugar da lista.

França continua, de resto, a ser o país do mundo onde vive um maior número de emigrantes nascidos em Portugal, com mais de 615 mil em 2014, último para o qual há informação. Seguem-se a Suíça (220 mil em 2017), os EUA (148 mil em 2014), Canadá (143 mil em 2016) e o Reino Unido (139 mil, em 2017). Estimativas apontam para perto de 110 mil portugueses a viver em Angola.

Fonte: Observatório da Emigração (Portugal)

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.