Marcelo coroado rei na Costa do Marfim. Rei amor

O Presidente de Portugal , Marcelo Rebelo de Sousa, foi esta sexta-feira nomeado Apôh, que significa amor, recebeu as vestes e a coroa de chefe tradicional da Costa do Marfim, o que considerou uma honra.

Nesta cerimónia na sede do Distrito Autónomo de Abidjan, já sem a coroa, o pano, as sandálias, o colar e o bastão de chefe tradicional, Marcelo Rebelo de Sousa fez questão, no entanto, de se declarar “muito contente de ser Presidente da República e não rei”.

publicidade

Seria muito pesado para um republicano ser rei. Muito, muito pesado

Antes, o governador Robert Beugre Mambe entregou-lhe a chave e o diploma de cidadão honorário do distrito de Abidjan, os símbolos de chefe tradicional e comunicou-lhe o seu novo nome, Apôh, explicando que “quer dizer amor, caridade, devoção, consenso, encontro”.

Robert Beugre Mambe considerou que se ajusta ao percurso e à personalidade de Marcelo Rebelo de Sousa, “um homem de direito, um homem de comunicação, um homem de Estado, com amor profundo pelo seu país”, que “sabe falar com todos” dentro e fora de Portugal, “um homem de paz”.

O Presidente português gostou do nome. “Em Portugal dizem que eu sou o Presidente dos sentimentos, das emoções, dos afectos, da proximidade das pessoas”, referiu, num discurso de agradecimento, em francês.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Marcelo Rebelo de Sousa assegurou que não só ele, mas “todos os portugueses e as portuguesas são assim”, e defendeu que “todos os cidadãos do mundo deveriam ser assim” e “saber compreender os outros”.

Fonte: Público

Deixe o seu comentário