Marcelo Rebelo de Sousa é carinhosamente tratado por “Ti Celito” pelos angolanos

Gearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion

O Presidente português na sua visita de dois dias a Angola, ficou marcada pelo mergulho na ilha de Lunda, valeram a Marcelo Rebelo de Sousa, nas redes sociais, a alcunha de “Ti Celito”.

Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu a maior ovação do dia por parte dos milhares de angolanos que assistiam à cerimónia da investidura de João Lourenço como novo Presidente da República de Angola.

“Nos vários poderes, como novo povo em geral, encontrei de facto um calor, uma simpatia, um acolhimento excepcional”, afirmou o Presidente português

Desde segunda-feira que se multiplicam fotografias nas redes sociais tiradas por Marcelo Rebelo de Sousa nos passeios que realizou por Luanda.

Esse mergulho foi justificado pelo próprio Presidente com a rotina dos períodos em que se deslocava a Luanda para lecionar direito na Universidade Agostinho Neto, mas o gesto valeu-lhe nas redes sociais a alcunha, generalizada, de “Ti Celito”, além de elogios de todos os quadrantes da sociedade, desde logo por demonstrar a segurança da capital da angolana, mas também a qualidade das águas.

Em Luanda, Marcelo afirmou ter encontrado antigos alunos que hoje ocupam cargos de destaque na administração do país, antigos colegas, alguns até juízes, inclusive no Tribunal Constitucional. Além disso, logo na segunda-feira, levou cerca de 20 minutos a percorrer a entrada na Escola Portuguesa de Luanda, com dezenas de estudantes, portugueses e angolanos, a disputarem a habitual ‘selfie’ com o “Presidente Marcelo”.

“Muito bem, muito bem. Ultrapassando as expectativas”, reforçou, em jeito de balanço, depois de também ter estado reunido com José Eduardo dos Santos, o Presidente cessante.

“O fundamental é eu ter sentido, em todos os encontros, ontem e hoje, que o povo português é visto como um povo irmão e o Estado português é visto como um Estado irmão, relativamente ao povo e ao Estado angolano”, disse Marcelo, que está de regresso a Portugal.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.