Márcio Roberto em Lisboa para o lançamento do seu novo livro

O Lançamento do livro “O gigante sem coração”, de Márcio Roberto com prefácio de Armindo Laureano, será lançado no dia 29 de Março, sexta-feira, às 17:30 na Biblioteca Municipal Palácio Dos Coruchéus em Lisboa, Portugal.

Armindo Laureano referiu no prefácio: (…) A história de “Um Gigante sem Coração” mas cheio de intensa paixão por uma Kianda, que se desenvolve na suave e frenética Luanda (que curiosamente também é conhecida como a cidade da Kianda), resulta desta escrita afectiva, biológica e pedagógica de Márcio Roberto. Uma narrativa sobre o tempo histórico, sobre os afectos, sobre a sociedade e sobretudo a afirmação de uma escrita livre, leve, solta, uma escrita bastante criativa e apelativa. Gosto desta escrita que agrega valores, que levanta interrogações, na medida em que o autor provoca, de forma deliberada, uma nova forma de olhar para o Mundo através dela, não prescindindo de apreciar, de perceber estes novos saberes, estas novas formas de partilhar afectos e experiências. (…)

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Já na nota do editor, Glória de Sousa escreveu: (…) Mas este livro proporciona, aos adultos, outras leituras, outras descodificações. O êxito de uma missão, de um caminho que garanta Harmonia, Tranquilidade e Paz, só será possível se, aliadas à Força, estiverem a Inteligência, a Bondade e a Coragem. Dos seres mais ínfimos poderemos receber grandes e oportunas lições, se tivermos a capacidade de observá-los e escutá-los. Espera-se, ainda, que haja a oportunidade de fazer Justiça e a capacidade de atribuir o Perdão a quem dele seja merecedor.

Márcio Roberto nasceu em Luanda, a 8 de Maio de 1990. É licenciado em Relações Internacionais (Político-cultural) e está a concluir uma segunda licenciatura em Gestão de Negócio pela Universidade de Roehampton, em Londres. Escritor e cronista. Entrou para o mundo das coisas muito novo: dos 10 aos 14 anos de idade integrou dois programas juvenis na Televisão Pública de Angola, terá sido também nesta altura que começou a escrever os seus primeiros textos. É um apaixonado por saxofones e literatura, e é desta forma que consome o seu tempo livre: a ler, a escrever e a subtrair notas do seu saxofone.

Deixe o seu comentário