Milhares de maços de cigarros oriundos de Angola apreendidos no aeroporto de Lisboa 

Mais de 700 mil cigarros que estavam no porão de um avião que partiu de Luanda foram apreendidos pela Autoridade Tributária e Aduaneira portuguesa no aeroporto de Lisboa, foi anunciado em comunicado emitido nesta quarta-feira, 27, na capital portuguesa. 

Por detrás deste contrabando está o facto de as marcas apreendidas, Marlboro e, entre outras, Camel e Rothmans, terem como mais-valia, a preço de mercado, entre dois a três euros por maço. 

De acordo com o comunicado da Autoridade Tributária e Aduaneira, esta apreensão evitou perdas na ordem dos 125 mil euros em impostos para os cofres do Estado português, mas que, por alto, poderia render mais de um milhão de euros aos autores do crime. 

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), através da Alfândega do Aeroporto de Lisboa, procedeu à apreensão de 706 320 cigarros de várias marcas ( Camel, Kingsport, Marlboro e Rothmans) transportados em 50 bagagens de porão, por viajantes de ambos os sexos, em voo procedente de Luanda, informaram as autoridades portuguesas. 

Foram também levantados autos de contraordenação que estão a correr os seus trâmites legais e o tabaco vai ser inutilizado, conforme impõe a lei. 

No tags for this post.

Deixe o seu comentário