Ministra da Cultura apela à união dos africanos

A ministra da Cultura, Maria da Piedade de Jesus, defendeu, nesta quarta-feira, em Luanda, a necessidade da conjugação de esforços e de vontades para o desenvolvimento sustentável do continente africano.

A responsável angolana, que falava na cerimónia de abertura da Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz, disse que governantes, intelectuais, estudantes, investigadores, entre outros, devem reforçar a interactividade e as acções para a busca de mais e melhores caminhos para o alcance de uma paz douradora em África.

publicidade

Recordou que a bienal tem como principal objectivo a partilha de experiências e de conhecimentos, o reforço da unidade africana e a promoção da diversidade cultural.

Para a ministra, é imperioso o comprometimento de todos para a promoção da cultura de paz, visto que a cultura pode e deve ser um meio de promoção da paz.

A agenda do evento, que tem a duração de cinco (5) dias, reserva um festival de culturas, a decorrer no Museu de História Militar, os fóruns da mulher, da juventude, de ideias e de parceiros, que vão concentrar os participantes no “Memorial Dr António Agostinho Neto”.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Trata-se de plataformas de reflexão sobre o futuro de África, com abordagens focadas na educação, ciência, cultura ao serviço da cultura de paz em África, prevenção de conflitos e o papel da mídia na promoção da paz.

O evento, uma organização tripartida (Angola, União Africana e UNESCO), visa a promoção da harmonia e irmandade entre os povos através de actividades e manifestações culturais e cívicas, com a integração das elites africanas.

Fonte: Angop

Deixe o seu comentário