Ministra da Saúde angolana visita RDCongo para resposta conjunta de combate à cólera

A ministra da Saúde de Angola desloca-se, terça-feira, à República Democrática do Congo (RDCongo), país com o qual partilha uma vasta fronteira comum, enfrentando ambos epidemias de cólera e malária.

A visita de Sílvia Lutucuta tem como objetivo definir ações de respostas conjuntas, para a proteção da população dos dois países, reforçar a colaboração entre as autoridades sanitárias e elaborar um Plano de Contingência Transfronteiriço, além do reforçar a vigilância nos postos de entrada e aplicar o Regulamento Sanitário Internacional.

Durante a sua estada, Sílvia Lutucuta vai trabalhar com o seu homólogo da RDCongo, Oly Ilunga Kalenga, sobretudo no controlo da situação epidémica da cólera.

Angola enfrenta uma epidemia de cólera, restrita à província do Uíge, que faz fronteira com a RDCongo, que contabiliza, desde 21 de dezembro de 2017 a 09 deste mês, com 11 óbitos de um total de 579 casos confirmados.

Já a RDCongo regista um total de 55.000 casos, com um saldo de 1.190 mortes por cólera.

Os dois países partilham uma extensa fronteira, o que representa um fator de risco para as populações que vivem ao longo da mesma e partilham hábitos e costumes, que influenciam na situação sanitária transfronteiriça.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário